Jornal Castelense - Escrevendo uma nova história de Monte Castelo - SC e região
Três (3) meteoros são registrados em Monte Castelo – SC em dois dias
Patrocinadores

Três (3) meteoros são registrados em Monte Castelo – SC em dois dias


Três (3) meteoros são registrados em Monte Castelo – SC

Com apenas 2 dias de funcionamento a estação JJS1 da BRAMON operada por Jocimar Justino de Souza já registrou 3 meteoros.

O primeiro foi registrado no dia 23/07/2017 às 21:31:55 pelo horário de Brasília (24/07/2017 00:31:55 UTC)
O segundo foi registrado no dia 24/07/2017 às 01:50:11 pelo horário de Brasília (24/07/2017 04:50:11 UTC)
O terceiro foi registrado no dia 24/07/2017 às 04:19:09 pelo horário de Brasília (24/07/2017 07:19:19 UTC)

A estação JJS1 está apontada na direção Nordeste. Azimute aproximado de 70°. Como referência é possível ver a torre de celular no canto inferior direito dos vídeos.
Em breve mais duas câmeras de monitoramento serão instaladas na estação JJS para cobrir uma área maior do céu noturno.

 

O que é a BRAMON

A Rede Brasileira de Monitoramento de Meteoros é uma organização aberta e colaborativa, mantida por voluntários e colaboradores e sem fins lucrativos cuja missão é desenvolver e operar uma rede para o monitoramento de meteoros, com o objetivo de produzir e fornecer dados científicos à comunidade através da análise de suas capturas, que são realizadas por estações de monitoramento mantidas por seus membros.

Parece uma coisa complicada, certo? Mas não é!

Participar da BRAMON é uma ótima oportunidade de contribuir de uma forma simples e prazerosa para a astronomia, coletando dados ou mesmo realizando pesquisas que podem resultar na ampliação de nosso conhecimento sobre o a história da formação de nosso Sistema Solar.

Entre os objetivos da BRAMON, os principais são:

  • Realizar a captura de meteoros em imagens para astrometria e cálculo de suas órbitas;
  • Colaborar na catalogação de novos radiantes de chuvas de meteoros;
  • Realizar análises espectrográficas de meteoros;
  • Triangular possíveis locais de quedas de meteoritos;
  • Coletar dados referentes a outros fenômenos que possam ser captados pelas estações;
  • Agregar a colaboração pública e de instituições de ensino básico e superior de forma a tornar a rede uma ferramenta de ensino e divulgação científica.

Quem são os membros da BRAMON?

Qualquer um interessado em colaborar com a pesquisa científica sobre meteoros pode se unir aos esforços da BRAMON, bastando apenas ter vontade de colaborar e algumas horas semanais para processar os resultados obtidos por sua estação de capturas.

Tanto pessoas jurídicas como escolas, universidades, institutos de pesquisa, planetários quanto pesquisadores e astrônomos amadores e profissionais são bem vindos a compor a equipe da rede.

Não é necessário conhecimento profundo sobre o assunto, uma vez que todas as instruções de criação e manutenção das estações são repassadas dos membros mais antigos aos mais novos através de tutoriais, vídeos e mesmo auxílio remoto e/ou presencial, quando possível.

O Logotipo da BRAMON

O Logotipo da BRAMON é representado por um mapa do Brasil estilizado, formado por uma hipotética chuva de meteoros tendo como radiante o seu centro.

Ele apresenta, em vários aspectos, os principais objetivos da rede, como a busca de radiantes de meteoros no hemisfério sul, a união de seus diferentes membros em torno de um objetivo comum ao mesmo tempo que também explicita o espírito da rede na busca pela difusão do conhecimento adquirido através de suas atividades.

Uma característica importante é que o novo logotipo da rede, desenhado pela Fabrica de Criação e escolhido em votação pelos membros da BRAMON tem como detentor de seus direitos todos os seus operadores, não pertencendo, portanto a nenhum de seus membros em especial.

Referência: http://www.bramonmeteor.org/bramon/sobre-a-bramon/

A diferença entre meteoro e meteorito

Meteoro: Fenômeno luminoso resultado da incandescência, pelo atrito com o ar, de partículas sólidas de origem extraterrestre. Penetram na atmosfera terrestre mas não chegam a colidir com o solo. São popularmente conhecidos como “Estrelas cadentes”.

Meteorito: É a denominação dada quando um meteoróide, formado por fragmentos de asteróides ou cometas ou ainda restos de planetas desintegrados, que podem variar de tamanho desde simples poeira a corpos celestes com quilômetros de diâmetro alcançam a superfície da Terra, pode ser um aerólito(rochoso), siderito (metálico) ou siderólito (metálico-rochoso).Tais eventos acontecem aproximadamente 150 vezes por ano sobre toda a superfície terrestre.

Referência: http://www.cienciamao.usp.br/tudo/exibir.php?midia=aas&cod=_sistemasolarmeteorosoume

O que é UTC?

Hora Mundial, ou Tempo Coordenado Universal ( UTC – Universal Coordinated Time ), é também conhecido com Hora Média de Greenwich ( GMT – Greenwich Mean Time ) ou, no jargão militar, hora “Zulu”.

Informações: Jocimar Justino de Souza – Membro da BRAMON

Comente esta notícia